HAL will be down for maintenance from Friday, June 10 at 4pm through Monday, June 13 at 9am. More information
Skip to Main content Skip to Navigation
Journal articles

Ser um homem de estado é ser um historiador na ordem prática ação política e historicidade em J. G. Droysen

Résumé : A tese defendida aqui será a seguinte: a reflexão de Droysen constitui uma configuração tópica para a modernidade política em geral, uma conjuntura durante a qual se trata de fazer das ciências históricas (metodicamente reguladas), e das culturas históricas produzidas publicamente, a “ciência real” de toda uma propedêutica política (embora não exclusivamente política). Trata-se doravante, durante esse momento singular, de argumentar a necessidade de fundar uma nova cultura política, a saber: a de um racionalismo político liberal e prudencial, porquanto auto-historicizante e autorreflexivo.
Complete list of metadata

https://hal-sciencespo.archives-ouvertes.fr/hal-03457765
Contributor : Spire Sciences Po Institutional Repository Connect in order to contact the contributor
Submitted on : Tuesday, November 30, 2021 - 5:09:29 PM
Last modification on : Friday, March 25, 2022 - 3:58:40 AM

File

2019-escudier-ser-um-homem-de-...
Publisher files allowed on an open archive

Identifiers

Citation

Alexandre Escudier. Ser um homem de estado é ser um historiador na ordem prática ação política e historicidade em J. G. Droysen. Revista de Teoria da Historia, 2019, 21 (1), pp.32 - 48. ⟨hal-03457765⟩

Share

Metrics

Record views

1

Files downloads

1