Os imperativos mundiais do turismo: dos porta-vozes e impactos - Archive ouverte HAL Access content directly
Journal Articles Interface Year : 2013

Os imperativos mundiais do turismo: dos porta-vozes e impactos

(1) , (1) , (2)
1
2

Abstract

A teoria da interdependência, que defende a transmissão ou a sincronização de conjunturas político-econômicas, encontra repercussões significativas sobre o turismo internacional. Este artigo busca analisar o cerne dessa transmissão, qual seja, as orientações e ideologias transmitidas, chamadas aqui de "imperativos mundiais", e seus "porta-vozes", os atores responsáveis por sua difusão, tendo como objetivo mais ou menos intencional de orientar o desenvolvimento da atividade turística no interior dos Estados nacionais. No contexto desta pesquisa, o Brasil forneceu o campo ideal por ser, a uma só vez, um país do Sul, em tese mais facilmente atraído pelo discurso apologético do turismo, e um país emergente, "o Norte do Sul". O método de abordagem das questões de pesquisa foi a análise qualitativa. A pesquisa de campo teve como instrumento a entrevista em profundidade, realizada com representantes da OMT, da administração pública nacional do turismo brasileiro e com especialistas e pesquisadores do assunto. A análise leva às hipóteses de que os imperativos são mais aceitos no nível do discurso do que propriamente impostos, e que os Estados nacionais não são os atores mais influentes do turismo internacional.
Fichier principal
Vignette du fichier
dantas-wenden-ferreira-2013-os-imperativos-mundiais-do-tur-15847.pdf (762.41 Ko) Télécharger le fichier
Origin : Explicit agreement for this submission
Loading...

Dates and versions

hal-01053712 , version 1 (01-08-2014)

Identifiers

Cite

Andrea Sousa Dantas, Catherine Wihtol de Wenden, Lissa Fernandes Ferreira. Os imperativos mundiais do turismo: dos porta-vozes e impactos. Interface, 2013, 10 (1), pp.98-127. ⟨hal-01053712⟩
197 View
314 Download

Share

Gmail Facebook Twitter LinkedIn More